Bahia terá a maior usina de energia solar da América Latina

Postado no Blog em 12/02/2016 22:42

O Brasil dá mais um passo importante rumo à diversificação da sua matriz energética.  Desta vez, a aposta na produção da energia solar no território brasileiro vem da Enerray do Brasil empresa responsável pela construção da maior usina solar da América Latina. O município de Tabocas do Brejo Velho, na Bahia, foi escolhido como polo indutor do empreendimento.

Conhecido como projeto Ituverava, o projeto está sendo construído pela Enel Green Power – e as obras começaram em dezembro de 2015. Calcula-se que a usina terá uma capacidade de 254 MW, com produção anual de energia estimada em 500 GWh. Estima-se também que o empreendimento entrará em funcionamento em meados de 2017 e o percentual de produção esperado deve atingir a taxa média de 4% ao ano até 2020.

 

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Afonso Florence (BA), destacou a diversificação da matriz energética brasileira como uma ação estratégica para o país. “Essa diversificação – na qual já está presente a energia eólica e que em breve contará também com a solar na geração de energia elétrica – é fundamental para a autonomia do Brasil e para o equilíbrio das tarifas públicas, o que terá um impacto direto no controle da inflação”, detalhou.

Florence lembrou ainda que recentemente a estiagem e a baixa dos reservatórios de água levaram à necessidade de ativação das termoelétricas, o que provocou a elevação das tarifas. Ao diversificar a matriz, segundo o líder, cria-se uma maior segurança na geração e, consequentemente, no valor das tarifas. “Com a recomposição dos mananciais a partir das precipitações dos últimos meses, o Operador Nacional do Sistema Elétrico já anunciou uma redução das tarifas”, completou.

Usina solar – O CEO (Chief Executive Officer sigla em inglês) da empresa responsável pelo projeto, Michael Scandellari, disse que o projeto é uma grande oportunidade porque o Brasil tem um mercado com perspectivas de crescimento “muito significativas” a médio e longo prazo.

“Acreditamos que o Brasil, país em que o nosso grupo tem atividades industriais há mais de 50 anos, representa uma grande oportunidade por ser um mercado com perspectivas de crescimento muito significativas a médio e longo prazo”, afirmou o executivo.

“Iniciar nossos negócios com a construção da maior usina fotovoltaica no país é uma conquista que nos enche de orgulho e demonstra a importância que o Brasil terá para nós”, reafirmou Michael Scandellari.

Brasil – O aumento no consumo de energia que o Brasil está enfrentando nos últimos anos, não está sendo acompanhado pelo crescimento na geração de energia de fontes tradicionalmente presentes no país, entre as quais a hidrelétrica, e, portanto, exige uma diversificação na matriz energética.

A solução para esse problema é representada pelas usinas fotovoltaicas, que entre todas as fontes de energias renováveis são as que apresentam o menor impacto ao ambiente. Além disso,  a geração distribuída apresenta grandes vantagens econômicas.

Aneel - Nesse sentido, é importante destacar os leilões realizados no Brasil pela Aneel que estão desempenhando um importante papel para o sucesso dos empreendimentos nesse setor.

Fonte: PT na Câmara  com Investimentos e Notícias – Foto: Divulgação

Comente esta notícia