Viana agradece ajuda federal para socorrer desabrigados pela cheia do Acre

Notícia postada em 11/03/2015 19:33

Em pronunciamento ao plenário nessa terça-feira (10), o senador Jorge Viana agradeceu ao Governo Federal pela liberação de recursos emergenciais para o socorro às vítimas das enchentes que assolam seu estado, o Acre, há cerca de duas semanas, levando a capital, Rio Branco, e pelo menos mais seis municípios a enfrentar uma situação de calamidade pública. Viana também manifestou satisfação com a confirmação da visita da presidenta Dilma Rousseff ao estado, nesta quarta-feira (11).

“São boas notícias para nós, que estamos enfrentando um drama, uma situação de extrema gravidade”, afirmou Viana. Ele relatou que em Rio Branco, onde vive metade da população do estado, as águas do Rio Acre chegaram à cota de 18,4 metros. “Isso é inimaginável para a cidade, para a capital do Acre”. Até esta cheia, o recorde havia sido na cheia de 1997, quando o leito do rio alcançou 17,66m. O senador destacou, ainda, o esforço que vem sendo feito pelo poder público, liderado pelo prefeito Marcos Alexandre e pelo governador Tião Viana, e elogiou a sociedade acriana, que permanece solidária com as vítimas, ajudando com donativos e trabalho voluntário.

O Governo Federal também faz sua parte. Hoje, o Diário Oficial já registra a liberação de recursos emergenciais para o município de Assis Brasil (R$57.238,00), Sena Madureira (R$222.566,00), Epitaciolândia (R$647.706,00), Xapuri (R$724.299,00) e Rio Branco (R$2.941.240,00). São verbas para fazer frente às despesas de socorro e assistência aos desabrigados e desalojados. Nesta quarta-feira, devem ser liberados os recursos para Brasiléia, que deverá receber R$1,289 milhão.

“Quando anunciei esses recursos, na manhã de hoje (10), alguns colegas questionaram que era pouco. Olha, toda ajuda é bem vinda, e devo esclarecer que esses recursos são exclusivamente para uma primeira fase que vivemos de assistência e socorro às vítimas”, explicou Viana. Ele ressaltou que está sendo elaborada uma  proposta de reestruturação urbana de Rio Branco. Que vai necessitar de pelo menos R$200 milhões. 

Fonte: PT Senado

Comente esta notícia