Tucano Aloysio Nunes será investigado por crime eleitoral

Notícia postada em 23/09/2015 10:36

Denúncia de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro durante a campanha de 2010 foi feita pelo dono da UTC, Ricardo Pessoa.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello autorizou, na terça-feira (22), a abertura de investigações sobre o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) por crime eleitoral de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro durante a campanha ao Senado, em 2010.

O senador tucano foi citado em delação premiada do dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, avaliou que a denúncia não tem relação com a Operação Lava Jato e passou o caso para Celso de Mello.

Caso houvesse conexão com o esquema de corrupção da Petrobras, o caso seria entregue ao ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo.

Pessoa declarou ter doado R$ 500 mil à campanha de Aloysio ao Senado, em 2010. Do total, R$ 200 mil foram repassados em dinheiro, sem que houvesse declaração ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a abertura da investigação, a Polícia Federal e procuradores têm autorização para iniciar as investigações, sob a tutela do ministro Celso de Mello, que pode solicitar quebras de sigilo e novos depoimentos.

Fonte e foto: Agência PT de Notícias

Comente esta notícia