Sobe para 206,3 milhões de toneladas a estimativa de safra de grãos para este ano

Notícia postada em 12/07/2015 14:02

Houve aumento de 1,8 milhão de toneladas sobre o levantamento do mês passado, impulsionado pela safra do milho que chegará a 51,5 milhões.

Governo federal prevê novo recorde na produção nacional de grão. A estimativa é que a safra deve chegar a 206,3 milhões de toneladas. O aumento é de 6,6% ou 12,7 milhões acima da obtida na safra 2013/14, quando alcançou 193,62 milhões de toneladas. Os números são do 10º levantamento, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira (9).

Houve um aumento de 1,8 milhão de toneladas sobre o levantamento do mês passado, acréscimo que se deve ao ganho na produtividade do milho segunda safra que chegará a 51,5 milhões de toneladas e ganho de 6,5% a mais que em 2013/2014. A produção de soja deve alcançar 96,2 milhões de toneladas, com 11,7% a mais que as 86,1 milhões da safra anterior.

“Esse resultado da produção de grãos, de mais de 206 milhões de toneladas, gera um crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] agrícola muito relevante, que vai ser diferente do restante da economia”, destacou o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), André Nassar.

Do ponto de vista econômico e da balança comercial, reforçou ele, o resultado é muito importante. “Na balança comercial, o resultado ainda não apareceu em termos de preços, mas em relação a volumes já estamos vendo que as exportações deste ano serão maiores que as de 2014.”
Nassar ressaltou ainda a importância do resultado da produção de grãos no aspecto macroeconômico. “Esse resultado indica que quando a safra é implantada de forma adequada, ela vai muito bem.”

Já o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, João Marcelo Intini, assinalou que o milho segunda safra teve crescimento expressivo por causa das condições climáticas favoráveis, como temperatura adequada e chuva na medida certa e bem distribuída, além do uso de tecnologia.

“Esse crescimento está sendo registrado nas quatro ou cinco últimas safras. O milho segunda safra está entrando no calendário agrícola de forma definitiva e pujante”, enfatizou Intini. A estimativa da Conab, acrescentou, também aponta uma safra de trigo de 7 milhões de toneladas.

Área de produção

A previsão é de 57,5 milhões de hectares, com correção nas culturas de inverno e feijão terceira safra frente ao último levantamento. Para as áreas dessas culturas, cujo plantio continua em andamento, ainda não há definição do total plantado. Já a evolução do cultivo de verão de primeira e segunda safras foi toda analisada pela pesquisa.

A área de plantio das principais culturas é 0,8% maior que o da safra 2013/14, com um aumento de 457,7 mil ha. A da soja, por exemplo, tem crescimento de 5,8% ou 1,7 milhão de hectares a mais que a área anterior, assim como o milho segunda safra, com acréscimo de 3,3% (299,4 mil ha). A área total da soja é de 31,9 milhões de hectares e a do milho segunda safra, 9,5 milhões.

Os dados foram atualizados entre os dias 22 e 26 de maio, com informações de área plantada, produção e produtividade média estimadas, evolução do desenvolvimento das culturas, pacote tecnológico utilizado pelos produtores, além de evolução da colheita e outras variáveis.

Foto: Pedro Revillion/ Palácio Piratin

Fonte: Ministério da Agricultura  e Companhia Nacional de Abastecimento

Comente esta notícia