Rock in Rio vira palco contra ataque de Temer à Amazônia

Notícia postada em 18/09/2017 15:48

Nem só de música vive o Rock in Rio. O palco principal do festival, no Rio de Janeiro, também foi espaço para a defesa da Amazônia.

Em sua apresentação na noite do domingo (17), a cantora norte-americana Alicia Keys convidou ao palco a líder indígena e representante da Articulação dos Povos Indígenas no Brasil (Apib), Sonia Guajajara, para falar dos ataques à Amazônia promovidos pelo governo de Michel Temer, com a proposta de extinção da Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca).

“Existe uma guerra contra a Amazônia, os povos indígenas e o ambiente estão sendo brutalmente atacados. O governo quer colocar à venda uma gigantesca área de reserva mineral”, denunciou Sonia.

A Renca compreende uma área de 46.450 km² dentro da floresta Amazônica, na divisa entre Pará e Amapá.

A líder indígena ainda lembrou que na próxima quarta-feira (20) haverá uma votação no Senado de um decreto legislativo que pode barrar a extinção do Renca.

“Senadores, vocês têm a chance de evitar isso. E nós estaremos de olho. Estaremos de olho porque não existe plano B. É a mãe de todas as lutas, a luta pela mãe terra. O mundo inteiro precisa vir para a linha de frente. Vamos pressionar. Demarcação já”, completou, finalizando com o grito que ecoou por todo festival: “ Fora Temer”.

A articulação para a participação da indígena Sonia Guajajara no show de Alicia Keys, neste domingo, aconteceu na sexta anterior.

“Eu estava no Rio para uma conferência e ia para Genebra hoje (domingo). Mas me ligaram ontem (sábado) e me convidaram. Aceitei na hora e foi muito bom. Foi um momento muito oportuno para levar essa voz dos povos indígenas nesse momento em que o mundo está olhando para cá”, contou a líder indígena ao jornal Extra.

Porém, o protesto de Sonia não foi o único do Rock In Rio. Na sexta-feira (15), a modelo Gisele Bündchen também falou em defesa da Amazônia, na abertura do Palco Mundo, promovendo a campanha Amazonia Live, em prol da preservação da Floresta Amazônica.

Fonte: Agência PT

Comente esta notícia