Rei Felipe VI diz que Espanha deve garantir unidade e ordem constitucional

Notícia postada em 03/10/2017 19:52

O rei da Espanha, Felipe VI, fez nesta terça-feira (3) um pronunciamento em defesa da manutenção da ordem constitucional e da unidade do país após o referendo separatista organizado pela Catalunha e que resultou em grandes confrontos envolvendo as forças de segurança que deixaram mais de 800 feridos, A informação é da agência EFE.

Na mensagem, transmitida nacionalmente pela televisão, o rei declarou que as autoridades catalãs "pretenderam quebrar a unidade da Espanha e a soberania nacional  e, de uma maneira clara se colocaram totalmente à margem do direito e da democracia".

Felipe VI recriminou as autoridades catalãs por "menosprezarem os afetos e os sentimentos de solidariedade que uniram e unirão o conjunto dos espanhóis", classificou a conduta delas como "irresponsável" e alegou que, desta forma, pode "pôr em risco a estabilidade econômica e social da Catalunha e de toda a Espanha".

O monarca reconheceu que a Espanha atravessa um momento muito difícil, mas enviou uma mensagem de tranquilidade a todos os espanhóis e, de maneira específica, aos catalães, aos quais disse que não estão sós. "São momentos difíceis, mas os superaremos", ressaltou.

No discurso, Felipe VI disse estar ciente de que na Catalunha "também há muita preocupação e grande inquietação com a conduta das autoridades da região. A quem assim o sente, digo que não estão sós, nem estarão, que têm todo o apoio e a solidariedade do resto dos espanhóis, e a garantia absoluta do nosso Estado de Direito na defesa da sua liberdade e dos seus direitos", afirmou.

Aos demais espanhóis, que "vivem com desassossego e tristeza estes eventos", Felipe VI também transmitiu uma mensagem de tranquilidade, de confiança e de "esperança". "São momentos muito complexos, mas seguiremos adiante, porque acreditamos no nosso país e nos sentimos orgulhosos do que somos", acrescentou.

Segundo o rei, os princípios democráticos da Espanha "são fortes, são sólidos", e o são "porque são baseados no desejo de milhões e milhões de espanhóis de co nviver em paz e em liberdade".

Fonte: Agência Brasil/Foto: Francisco Gomez/ EFE/Casa de S.M. el Rey

Comente esta notícia