Rede de hospitais universitários é ampliada e alcança 37 unidades

Notícia postada em 18/12/2015 13:16

Três universidades federais assinaram contrato com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para parceria na administração de seus hospitais universitários. Com as novas parcerias, a Ebserh fica responsável pela administração de 37 hospitais universitários federais, dos 50 existentes no País.

A estatal passa a gerir o Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, vinculado à Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), o Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande (PB), e o Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras (PB), ligados à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e o Hospital Regional João Batista de Carvalho Daltro, ligado à Universidade Federal de Sergipe (UFS).

O Gaffrée e Guinle é o primeiro hospital do Estado do Rio de Janeiro a se filiar ao grupo. A partir da assinatura será iniciada a implantação de um plano de reestruturação das unidades hospitalares, ação executada de forma conjunta entre a universidade e a empresa.

O contrato prevê a adoção de medidas para a recuperação da infraestrutura física e tecnológica, assim como a recomposição do quadro de pessoal. Um dos principais objetivos é a reativação de leitos, que atualmente estão desativados em decorrência da falta de pessoal.

Os hospitais universitários administrados pela Ebserh continuam subordinados academicamente às universidades e a prestação de serviços de assistência à saúde permanece 100% no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Criada em 2011, a Ebserh é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Educação e tem como finalidade modernizar a gestão dos hospitais universitários federais. Desde a sua criação, a empresa coordena o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), criado em 2010.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Comente esta notícia