Reconduzido ao cargo de procurador-geral, Janot ressalta postura democrática da presidenta

Notícia postada em 18/09/2015 00:01

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, destacou a “postura democrática” da presidenta, Dilma Rousseff, ao aceitar a indicação do Ministério Público Federal (MPF), durante seu discurso na cerimônia de recondução do cargo. A posse, ocorreu nesta quinta-feira (17), no Palácio do Planalto..

“Gostaria de agradecer o voto de confiança dado por meus colegas quando da formação da lista tríplice encaminhada ao poder Executivo pela briosa Associação Nacional dos Procuradores da República. Saúdo, em igual medida, a postura democrática da Presidência da República, que tem respeitado a manifestação interna do Ministério Público para a escolha daquele que representará a instituição por um biênio”, finalizou.

Janot foi o nome mais votado em eleição realizada entre os membros do MPF que resultou em uma lista tríplice encaminhada à presidenta, que o indicou para mais dois anos à frente do órgão.

O PGR também enfatizou a importância da autonomia da Instituição e a atuação “de forma harmônica” com os demais poderes.

“A sociedade brasileira está suficientemente amadurecida para compreender que no Estado de direito as instituições devem funcionar de forma harmônica, observando suas competências constitucionais. E que a existência de um Ministério Público forte, bem estruturado e autônomo é fundamental para a defesa dos direitos de todos os cidadãos”.

Fonte: Blog do Planalto -  Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Comente esta notícia