Partido Republicano oficializa candidatura de Trump à Presidência

Notícia postada em 20/07/2016 08:57

A candidatura do empresário Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos foi oficializada na noite desta terça-feira (19) pelo Partido Republicano. Ele atingiu o número mínimo necessário de delegados para sua indicação como candidato republicano no segundo dia da convenção do partido, em Cleveland. O anúncio de que ele tinha conseguido esse apoio foi feito pelo filho mais velho, Donald Jr., delegado por Nova York. A eleição será em novembro.

No segundo dia da convenção nacional, em Cleveland, Ohio, grandes nomes do partido enfatizaram a união dos delegados em torno das ideias republicanas. O governador de Nova Jersey, Chris Christie, um dos maiores amigos de Trump, e o presidente da Câmara dos Deputados, Paul Ryan, que só recentemente deu apoio ao candidato, estavam entre eles., assim como os filhos do candidato, Donald Trump Jr. e Tiffany, de 22 anos.

Porém, o sentimento que domina as conversas entre os convencionais é de perplexidade e preocupação com as acusações de que Melania, esposa de Trump, cometeu plágio em discurso feito na abertura da convenção, ontem (18) à noite, possa apagar o brilho do evento. Em todas as campanhas presidenciais, a convenção nacional de cada partido é a melhor oportunidade que os partidos têm de promover seus candidatos e divulgar suas ideias. Em vez disso, as redes de televisão dos Estados Unidos mostram, a todo momento, que Melania Trump repetiu frases inteiras de um discurso feito em 2008 pela atual primeira-dama Michelle Obama, durante convenção do Partido Democrata.

A explicação que vem sendo dada pelo pelo coordenador da campanha de Trump, Paul Manafort, é que Melania usou "palavras e valores comuns" entre candidatos em qualquer campanha. Ele culpou Hillary Clinton, a representante do Partido Democrata, que será oficializada em convenção marcada para segunda-feira (25), por ter espalhado a notícia de que Melania plagiou Michelle.

Alguns assessores da campanha de Trump dão outra versão: a de que a semelhança entre os dois discursos é resultado de um erro dos redatores do pronunciamento de Melania. Ao comentar essas versões, o presidente do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, chegou a dizer que, se comprovado o erro, os redatores seriam demitidos. Mais tarde, porém, o estrategista-chefe da Convenção Nacional do Partido Republicano, Sean Spicer, rejeitou a possibilidade de demissão. Ele disse que a controvérsia é uma "bobagem".

Os dois discursos

Os trechos do discurso de Melania Trump que mais se assemelham aos de Michelle Obama são os seguintes: 

Melania: "Meus pais incutiram em mim os seguintes valores: que você trabalhe duro para conseguir o que quer na vida: que a sua palavra é o seu compromisso; que você faça o que diz e mantenha a sua promessa; e que você trate as pessoas com respeito. "

Michelle: "E Barack e eu fomos criados com muitos dos mesmos valores: que você trabalha duro para o que quer na vida; que a sua palavra é seu compromisso; e que você faça o que diz que vai fazer; que você trate as pessoas com dignidade e respeito, mesmo que não as conheça e mesmo que você não concorde com elas".

Melania: "[Meus pais] ensinaram e me mostraram os valores da moral em sua vida diária. Essa é uma lição que eu vou passar para o nosso filho, e precisamos passar essas lições para as muitas gerações que se seguirem".

Michelle: "E Barack Obama e eu partimos para construir vidas guiadas por esses valores, e passá-los para as próximas gerações."

Fonte: Agência Brasil - Foto: Agência Lusa/EPA/Andrew Gombert

Comente esta notícia