Paim convoca população para conhecer verdade sobre reforma da Previdência

Notícia postada em 03/04/2019 06:36

O senador Paulo Paim (PT-RS) pediu, nesta terça-feira (2), que os brasileiros se informem sobre o que representa a proposta de reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL) – Proposta de Emenda Constitucional (PEC 6/2019).

“É idêntica àquela que foi aplicada no Chile. Gente que já estava aposentada agora ganha em torno de 6 reais por mês. Pensem bem. Pessoas que por 30 anos entraram na poupança individual (regime de capitalização) e na hora de se aposentarem, o fundo de investimento errou na aplicação. [O Chile] é o país que tem cravado na bandeira que o regime de capitalização deu errado”, disse o senador, referindo-se a um dos principais pontos da reforma da Previdência.

Paim convocou os colegas senadores que duvidam dele a criarem uma comissão externa com três senadores favoráveis à reforma e três contrários para verificarem, in loco, a situação da Previdência no país vizinho.

“Vamos ver a verdade. Aqui é dita muita mentira. É uma lavagem cerebral e as pessoas não percebem [as mentiras]. Quero que alguém tenha coragem de afirmar que o regime de capitalização, como estão propondo, deu certo em algum país do mundo”, disse o senador, lembrando que o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, compôs a equipe que implementou a mudança do sistema de Previdência no Chile.

A redução no valor das pensões e aposentadorias no Chile tem provocado uma onda crescente de suicídios no país. O Ministério da Saúde, em parceria com o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), publicou estudo mostrando que entre 2010 e 2015, 936 adultos maiores de 70 anos tiraram sua própria vida.

No caso dos maiores de 80 anos, em média, 17,7 a cada 100 mil habitantes recorreram ao suicídio. Com isso, o Chile ocupa atualmente a primeira posição entre número de suicídios na América Latina.

Anglicanos contra reforma da Previdência de Bolsonaro

O senador Paulo Paim também destacou que, após a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se posicionar contra a aprovação de proposta de reforma da Previdência de Bolsonaro, a Pastoral da Igreja Católica Anglicana divulgou carta exigindo que a proposta seja rejeitada pelo Congresso Nacional.

Outro documento destacado pelo senador foi a carta da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social alertando para o fato de que os cidadãos ainda não sabem, de fato, o que traz a proposta de reforma da Previdência.

“Com certeza não sabe. É o fim da seguridade social, da Previdência Social. Eles [membros do governo] privatizam a Previdência”, afirma Paim.

Por PT no Senado/Foto (Crédito: Alessandro Dantas)

Comente esta notícia