Navio de pesquisa hidroceanográfica garante soberania

Notícia postada em 24/07/2015 16:02

Em cerimônia de entrega do navio no estado do Rio de Janeiro, ministro da Defesa Jaques Wagner ressalta importância estratégica da tecnologia para defesa nacional.

Os ministros da Defesa, Jaques Wagner, e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, compareceram à cerimônia de entrega do Navio Hidroceanográfico de Pesquisa Vital de Oliveira (NPqHo), na quinta-feira (23), em Niterói (RJ). Durante discurso, Wagner destacou que o aparelho concede mais soberania ao País. “É a aplicação da tecnologia e do conhecimento do mar na defesa nacional”, afirmou.

A aquisição da embarcação, concluída em 2013, é resultado de uma parceria público-privada envolvendo os Ministérios da Defesa (MD) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Marinha do Brasil (MB), a Petrobras e a Vale. O NPqHo custou R$ 162 milhões: enquanto o MD, o MCTI e a MB investiram R$ 27 milhões, cada, a Petrobras e a Vale disponibilizaram R$ 38 milhões e R$ 70 milhões, respectivamente.

Riquezas estratégicas

O navio, que possui 28 equipamentos científicos a bordo, garantirá ao País a manutenção da proeminência sobre suas riquezas estratégicas e a exploração e a proteção da Amazônia Azul.

"O Vital de Oliveira irá atuar em áreas oceânicas estratégicas ampliando a presença brasileira no Atlântico Sul e Equatorial", comemorou o comandante Leal Ferreira, ao reforçar a importância do aparelho para a MB e para a comunidade científica. 

Foto: MCTI

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Defesa

 

Comente esta notícia