Manifestantes fazem escracho na casa de Temer em São Paulo

Notícia postada em 21/04/2016 23:22

O Movimento Levante Popular da Juventude convocou uma manifestação contra o vice-presidente, Michel Temer, nesta quinta-feira (21). O ato aconteceu em frente à residência de Temer, no bairro Alto de Pinheiros, zona oeste da capital paulista. Carregando cartazes com imagens de Temer, instrumentos musicais, coreografias e gritos de ‘Não vai ter golpe‘, os manifestantes protestaram entre 8h e as 9h da manhã.

Larissa Sampaio, uma das integrantes do movimento, afirmou que o escracho foi para chamar a atenção para o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff. “Nesse último período, em que há um golpe em curso, a gente viu que algumas pessoas têm sido centrais na articulação desse golpe. Aproveitamos o dia 21 de abril, dia do assassinato de Tiradentes para denunciar Temer, que tem sido um dos principais articuladores do golpe”, disse à “Agência Brasil”.

Depois da manifetação, o vice-presidente decidiu deixar São Paulo e voltará a Brasília.

“Estamos aqui para denunciar ele [Temer] e o QG [quartel-general] do golpe, porque ele tem feito da casa dele o espaço de articulação de novos ministérios, antes mesmo de o governo ter sofrido ou não o impeachment”, acrescentou. “Está agindo como presidente, lançando planos políticos, dizendo o que vai fazer, articulando ministérios, ou seja, se isso não for golpe, precisamos refazer nossos dicionários e a nossa história, porque isso se configura, na história do Brasil e na América Latina, como um golpe”

O protesto faz parte da ação #escracheumgolpista: “Dia 21 de abril, dia do assassinado do líder da Inconfidência Mineira, TIRADENTES, que foi traído por um de seus aliados na luta Joaquim Silvério. Para marcar esse dia 21 deste ano, pedimos que vocês façam escrachos em todo o Brasil aos traidores atuais! Aos atuais: Joaquim Silvero. Traidores do povo! Traidores da Democracia. Aos 367 deputados que votaram a favor do golpe, a favor do impeachment”, diz o grupo no Facebook.

Fonte: Agência PT

Comente esta notícia