Investimentos consolidam cadeia produtiva do peixe no Acre

Notícia postada em 23/05/2015 18:30

Com investimentos na casa dos R$ 80 milhões, o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia S/A, construído em Rio Branco, está entre os mais modernos do Brasil. O empreendimento dispõe de uma fábrica de rações, frigorífico de processamento de peixes e laboratório de produção de alevinos. Iniciado em 2011, o negócio tem todos os requisitos para se tornar o endereço oficial da piscicultura na Amazônia.

A estrutura público-privada-comunitária da Peixes da Amazônia contempla pequenos, médios e grandes produtores acreanos. O governo do Estado aplicou R$ 18 milhões, por meio do fundo de investimentos da Agência de Nacional de Negócios do Acre (Anac), tornando-se mais um acionista, entre os 15 empresários e os 1.500 piscicultores associados à Central de Cooperativas de Piscicultores, que também é sócia da empresa.

Operando com 20% da sua capacidade de produção e em fase de teste, desde o início de abril, o frigorífico comercializou 60 toneladas de peixes para os restaurantes e supermercados acreanos. O negócio já emprega 45 funcionários, podendo chegar a 400 empregos diretos.


Luciano fala das vantagens depois da implantação do Complexo (Foto: Cedida)

Há seis anos atuando no ramo da piscicultura, o produtor de peixes do Bujari, Luciano Oliveira, relembra as dificuldades de mercado enfrentadas antes da iniciativa comercial: “Antes desse projeto, a gente estava vivendo um momento difícil na piscicultura que era a produção em grande quantidade, tanto que o mercado local não tinha como absorver e nem nós tínhamos organização suficiente para vender para outros estados”, conta.

Previsto para ser inaugurado ainda este ano, o Frigorífico de Processamento de Peixes já possui o selo de aprovação do Serviço de Inspeção Federal (SIF), emitido pelo Ministério da Agricultura e deve iniciar exportação em breve. “A ideia é aproveitar a estrada interoceânica e atender mais de 60 milhões de consumidores do mercado sul-americano”, observa o secretário de Estado de Indústria e Comércio, Fernando Lima.

Referência Nacional

Com capacidade para produzir 40 toneladas diárias de ração, a Fábrica de Ração da Peixes da Amazônia dispõe de tecnologia de ponta e é referência nacional na fabricação de ração para peixes carnívoros. Operando há pouco mais de três meses, a indústria já comercializou três toneladas de ração em todo o estado.

Recentemente, o empreendimento fechou negócio com uma empresa de Rondônia e enviou um carregamento de 50 toneladas de ração para peixes carnívoros e onívoros. Esta foi a primeira venda interestadual realizada pelo Complexo Peixes da Amazônia.

“Nossa ração é de excelente qualidade, além de ter um preço atrativo para os clientes. Quem é parceiro da Peixes, os que mantêm parceria comercial e os sócios da empresa podem ter descontos de até 10%”, explica Ângelo Pieretti, diretor comercial da Peixes da Amazônia.

Foto: Pedro Devani/Secom

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Comente esta notícia