Imortal Ferreira Gullar será homenageado em feira literária no Rio de Janeiro

Notícia postada em 16/05/2015 15:56

A sétima edição da Festa Literária de Santa Teresa (Flist), no centro do Rio de Janeiro, foi aberta hoje (16) com uma série de atrações e homenagem especial ao poeta e imortal Ferreira Gullar. Diretora do Centro Educacional Anísio Teixeira (Ceat), promotor do evento, Emília Fernandes informou que este ano a feira, que já virou tradição no bairro, também homenageará o ilustrador Roger Mello, único latino-americano premiado internacionalmente por ilustrações de livros infantojuvenis, e o Rio de Janeiro, que recentemente comemrous 450 anos de fundação.

As atrações programadas para a Flist ocorrem até amanhã (17), no Parque das Ruínas, entre 10h e 18h. São mais de 80 atividades gratuitas, entre elas lançamentos de livros, oficinas, contação de histórias, saraus de poesia, apresentações de teatro e dança, exposições e mesas redondas.

Uma das mesas é composta por integrantes de outras festas literárias, como a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), na Costa Verde do estado, e o Festival de Leitura de Mesquita (Flim), na Baixada Fluminense. “Queremos abraçar mais pessoas e divulgar a literatura de nossas vidas, porque isso só faz bem”, explicou Emília.

Escritores como Heloísa Seixas, Ney Lopes e Antonio Torres estão entre os mais de 100 convidados especiais da feira. Eles debaterão com o público temas ligados à literatura nacional. “São atividades gratuitas para crianças, jovens e adultos. O objetivo é, por meio da educação, estimular a leitura em toda a população”, destacou a diretora.

Este ano, com apoio de produtores locais, a Flist introduziu o conceito da alimentação orgânica. “A ideia é oferecer alimentos para a mente e para o corpo”, acrescentou Emília. A Flist conta com parceria das secretarias municipais de Cultura e do Turismo, entre outras entidades.

Há muitos anos, o Ceat trabalha com a formação de leitor. Inicialmente, a Flist era uma feira de livros interna, que foi ampliada após contatos com autores, editores de livros e especialistas em literatura. “Era o principal produto da escola”. A diretora e organizadora da festa pensa em expandir o evento nas próximas edições. “Queremos ser mais conhecidos, consequentemente atrair mais pessoas.”

Durante a abertura da festa, o Cest lançou o jornalLíngua para Brincar, elaborado por alunos do ensino fundamental da escola.

De acordo com Emília Fernandes, o tiroteio ocorrido dia 8, durante tentativa de invasão do Morro da Coroa por traficantes do Morro da Fallet, em Santa Teresa, com saldo de oito mortos, não atrapalhará a realização da Flist. Segundo ela, o confronto não afetou o Ceat nem o Parque das Ruínas, onde o evento ocorre. “Não houve desdobramento para nós”. Pedimos reforço do policiamento aos órgãos competentes, de modo a garantir o comparecimento do público", concluiu.

Fundado em 1969, o Ceat ocupa desde 1976 o prédio de um castelo de estilo florentino, localizado em plena Floresta da Tijuca. 

Fonte: Agencia Brasil

Comente esta notícia