'Grito dos Excluídos' clama por democracia e repudia retirada de direitos

Notícia postada em 08/09/2018 19:49

A 24ª edição do Grito dos Excluídos foi marcada por protestos contra o desmonte promovido pelo golpe e por manifestações que pediram o restabelecimento da democracia no País. Houve atos em capitais como Brasília, Recife, Belo Horizonte, Belém, João Pessoa.

O Grito dos Excluídos acontece há mais de vinte anos, sempre no 7 de Setembro, por iniciativa de movimentos sociais e pastorais para debater a construção de uma nação mais democrática e menos desigual. A edição deste ano denuncia o crescimento da violência e sua relação com a desigualdade e os privilégios.

Em nota, o movimento ressalta que o aumento da desigualdade são frutos do golpe que derrubou Dilma Rousseff. “Os efeitos da gestão Temer são devastadores para a população de todo o país, com destaque para os moradores de São Paulo, que tem uma das maiores concentrações populacionais da federação”, diz o texto.

Fonte: PT na Câmara/Foto: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Comente esta notícia