Governo investe na primeira Central de Libras em SP

Notícia postada em 26/09/2015 19:05

O objetivo é facilitar a comunicação de pessoas com deficiência auditiva em atendimentos médicos em audiências judiciais.

O secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, e o prefeito da São Paulo, Fernando Haddad, lançaram nesta terça-feira (22) a primeira Central de Interpretação de Libras da capital paulista com investimentos do governo federal. O equipamento tem como objetivo facilitar a comunicação de pessoas com deficiência auditiva em atendimentos médicos, audiências judiciais, entre outros serviços.

Segundo o secretário, trata-se de uma política de equiparação de oportunidades. "As centrais de Libras significam igualdade de oportunidades. Elas dão voz aos surdos e isso dá a eles independência", avalia. O governo federal já implantou 32 unidades em todo o país.

De acordo com o Censo 2010 do IBGE, a cidade de São Paulo possui 516 mil pessoas que se autodeclararam com alguma deficiência auditiva, sendo 120 mil surdos ou com grande dificuldade em ouvir. Para este universo de pessoas, é fundamental uma mediação na comunicação, que pode ser feita de diversas maneiras, como a utilização de Libras e mensagens de texto.

Fonte e foto: Portal Brasil, com informações da Secretaria de Direitos Humanos/ Foto:Divulgação/Governo de São Paulo

Comente esta notícia