Governo inaugura estaleiro na Base Naval da Marinha em Itaguaí (RJ)

Notícia postada em 12/12/2014 18:54

A presidenta Dilma Rousseff inaugurou, em Itaguaí (RJ), o prédio principal do estaleiro de construção de submarinos, que integra o Complexo de Estaleiro e Base Naval da Marinha do Brasil.

O edifício é considerado a mais importante instalação do Complexo e abrigará recursos técnicos e industriais que permitirão a conclusão da fabricação de cinco submarinos, incluindo o primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro.

A presidenta destacou em discurso no encerramento da cerimônia de entrega do estaleiro a importância de modernizar e equipar a marinha para garantir a soberania do País e para a proteção de "patrimônio muito valioso" mantido pelo Brasil como o pré-sal e a Amazônia.

"O Brasil é um País pacífico e assim continuará. Isso no entanto não significa descuidar da nossa defesa", afirmou. 

Toda a obra do Complexo de Estaleiro e Base Naval ficará pronta em 2021, quando os quatro submarinos convencionais do Estaleiro de Construção estarão prontos.

Até lá, estão previstos nove mil empregos diretos e 32 mil indiretos, com a participação de 600 empresas nacionais, promovendo a geração de emprego na região de Itaguaí.

Foram investidos cerca de R$ 9 bilhões na construção do complexo, que faz parte do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub).

Prosub

O Prosub é fruto da uma parceria firmada entre o Brasil e a França no ano de 2008 e prevê a construção do primeiro submarino brasileiro movido a energia nuclear, além de outros quatro submarinos de propulsão convencional (diesel-elétricos).

O acordo assegura a transferência de toda a tecnologia necessária para que o Brasil tenha capacidade de projetar novos submarinos de propulsão convencional e nuclear.

Na construção e projeto dos submarinos convencionais e com propulsão nuclear serão cerca de 5.6 mil empregos diretos e 14 mil indiretos.

A previsão é que a construção do submarino nuclear brasileiro seja iniciada em 2017, com lançamento estimado para o ano de 2025.

"Em um futuro cada vez mais próximo, a força naval brasileira poderá escrever mais um feito para sua história, ter contribuído decisivamente para que o nosso País integre o seleto grupo de cinco países integrantes do conselho de segurança das Nações Unidas que dominam a tecnologia de construção de submarinos com propulsão nuclear", afirmou Dilma.

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR - Dilma Rousseff participa de cerimônia de inauguração de estaleiro no Rio

 

Fonte: Portal Brasil, com informações da Marinha do Brasil e do Blog do Planalto

Comente esta notícia