Gleisi: 'Ataque especulativo' não vai barrar Lula

Notícia postada em 11/05/2018 23:55

Setores vinculados ao golpe e que temem enfrentar o ex-presidente Lula nas eleições tentam, através de parte da imprensa, atacar sua candidatura. Ainda assim, Lula segue liderando nas pesquisas e será registrado no dia 15 de agosto como o candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores.

Esta foi a principal mensagem levada pela presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), à Vigília Lula Livre na manhã desta sexta-feira (11), em Curitiba. Em frente ao prédio da Polícia Federal onde Lula é mantido como preso político, a senadora explicou que a Constituição Federal garante o direito de qualquer pessoa ser candidata a qualquer cargo público mesmo que sobre ela paire uma condenação provisória.

“A lei da Ficha Limpa prevê que qualquer pessoa tem direito a se candidatar, ter o nome da urna, mesmo que condenado em segunda instância, e concorrer às eleições. A norma apenas determina que, em caso de vitória, o candidato só poderá ser diplomado se não tiver condenação”, explicou Gleisi. Assim, Lula pode e irá concorrer, enquanto sua Defesa jurídica luta para provar sua inocência nas instâncias de Brasília (STJ e STF) da Justiça brasileira.

Confira a íntegra da matéria

Comente esta notícia