Em primeira reunião do Conselho da Suframa no ano, governador José Melo cobra celeridade para destravar gargalos da ZFM

Notícia postada em 02/05/2015 10:41

O governador do Amazonas, José Melo, presidiu nesta quinta-feira, 30 de abril, a 269ª reunião do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS), que aprovou investimentos no Polo Industrial de Manaus (PIM) da ordem de US$ 1,6 bilhão, com geração de 2.438 novos empregos diretos. Na ocasião, José Melo defendeu maior prioridade ao modelo econômico amazonense e cobrou do Governo Federal o destravamento de questões que vêm inibindo a atração de novas empresas.

Problemas logísticos e de infraestrutura nos portos e estradas do Amazonas, além da morosidade na aprovação de regras para as fábricas iniciarem a produção de novos produtos – os Processos Produtivos Básicos (PPBs) -, e a efetivação do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) são pontos que precisam ser superados, elencou o governador. De acordo com José Melo, a prorrogação da Zona Franca de Manaus até 2073 trouxe segurança para atrair os investidores, mas é preciso celeridade ao enfrentar os desafios demais.

“Lutamos a boa luta e conseguimos aprovar a prorrogação da Zona Franca. Agora a luta é para que se tenha a celeridade na aprovação dos projetos, pela questão relacionada aos transportes e portos, que tanto encarecem, e os PPB’s. E que o CBA possa sair do papel e se tornar um órgão que ancore os projetos de biotecnologia para que possamos desenvolver nova alternativa econômica para o nosso Estado”, frisou.

José Melo também cobrou a liberação de recursos contigenciados da Suframa pelo Governo Federal. A cifra este ano deve chegar a R$ 350 milhões. “Pelo menos uma parte dessa fatia deve vir fazer frente aos problemas de infraestrutura”, afirmou.

Primeiro encontro deste ano do Conselho da Superintendência da Zona Franca de Manaus, que é responsável pela aprovação da implantação, ampliação, atualização e diversificação de projetos industriais, a reunião do CAS analisou e aprovou 107 projetos. O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, participou da reunião representando o ministro do MDIC, Armando Monteiro, ausente por problemas de saúde.

Além do governador do Amazonas, a governadora de Roraima, Suely Campos, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, o senador Omar Aziz, e deputados federais participaram do encontro. Empresários do comércio e da indústria também compareceram. A reunião acontece após oito meses de espera da indústria e investidores. A indefinição, que na avaliação da indústria estava atrapalhando investimentos, deve acabar. O secretário do MDIC apresentou o cronograma deste ano, com reuniões bimestrais, e anunciou a possibilidade de abrir reuniões extraordinárias para tratar de projetos e questões urgentes. O próximo encontro do CAS deve acontecer já na segunda quinzena de maio.

“É impossível que um modelo de desenvolvimento como o nosso passe tanto tempo sem reunir seu conselho. Sobretudo, quando se tem uma pauta enorme a vencer de empresários querendo vir investir aqui. Não podemos conviver mais com isso. Essa é uma etapa que tem que ser vencida”, disse o governador.

José Melo voltou a se posicionar sobre a necessidade da indicação do novo superintendente para a Suframa. A autarquia está sob a coordenação interina de Gustavo Igrejas, desde novembro do ano passado. José Melo defendeu a necessidade de um técnico para o cargo, mas disse que não indicará nomes por entender que o cargo é da presidente Dilma Rousseff. “A nomeação é livre da presidente. Mas defendo que se traga para cá, ou permaneça, um técnico. Os grandes desafios da Zona Franca daqui para a frente são técnicos e precisamos de alguém que conheça o modelo e tenha capacidade técnica para buscar soluções”, afirmou.

O secretário do MDIC evitou falar em prazos para a divulgação de um novo nome, e disse que a atuação de Gustavo Igrejas, mesmo interino, está sendo satisfatória na avaliação ministerial. “Esta sendo conduzido pessoalmente pelo ministro e está sendo feito com tranquilidade, uma vez que a Suframa está sendo bem conduzida. Estamos acompanhando o trabalho dele e, essa reunião dessa reunião, é uma prova de que os trabalhos estão andando”, disse Ramalho.

Foto: Herick Pereira/Secom

Fonte: Secom

Comente esta notícia