Eleição sem Lula é mais um golpe, denuncia Dilma

Notícia postada em 14/12/2017 11:34

Em Nota Oficial, a presidente afastada pelo golpe de Estado, Dilma Rousseff, advertiu que “interditar Lula é casuísmo. Eleição sem Lula é eleição sem legitimidade”. Para Dilma, “eleição sem que Lula tenha direito de concorrer é mais um golpe contra a democracia”. Leia a nota na íntegra.

NOTA À IMPRENSA

Eleição sem Lula é mais um golpe

O mesmo tribunal que está examinando o recurso de Lula na metade do tempo dos julgamentos mais rápidos que já realizou, marcou uma sentença para o dia 24 de janeiro, na primeira sessão após o recesso de fim de ano.

Os tribunais devem ser movidos pelo dever de fazer justiça, segundo as leis, o devido processo legal, e prazos que assegurem amplo direito de defesa.

Os democratas deste país, aqueles que prezam a normalidade democrática e o pleno funcionamento das instituições, devem defender o direito de Lula de concorrer à Presidência.

Interditar Lula é casuísmo. Eleição sem Lula é eleição sem legitimidade. Eleição sem que Lula tenha direito de concorrer é mais um golpe contra a democracia”.

Dilma Rousseff

Comente esta notícia