Dilma faz campanha por alimentação saudável e exercício físico

Notícia postada em 12/05/2015 21:37

A presidenta Dilma Rousseff disse que está fazendo uma campanha em favor da alimentação saudável e do exercício físico. Ela confessou que perdeu 15 quilos com a dieta e a série de exercícios que vem fazendo. Dilma lembrou que, quando tinha 40 anos, era mais magra, mas, agora, aos 67 anos, como tinha engordado, resolveu reduzir o peso e ter mais qualidade de vida. “Você tem que manter uma alimentação saudável e, sobretudo, tem que fazer exercício físico”, recomendou.

Para a presidenta a prática de exercícios físicos evita doença do coração, melhora a qualidade de vida e diminui o gasto com remédio. “Andar, ninguém cobra para você andar. Então, é algo que é possível fazer. Estou aqui fazendo uma campanha. Estou fazendo porque acho que as pessoas ficam melhores com a saúde delas. Eu estou melhor.”

Dilma disse que reduziu a quantidade de remédios que tomava. “Praticamente eu parei de tomar remédio, tomo vitamina. Agora, sinto muito meninas [se dirigindo às jornalistas que ficaram impressionadas com a redução de peso da presidenta], mas um pouquinho tem que fechar [a boca e comer alimentos mais saudáveis e em menos quantidade], equilibrar a comida e fazer uma ginasticazinha e uma caminhadinha”, sugeriu, acrescentando. “Não tem regime fácil. É que nem aquela [expressão], não tem jantar grátis, nem almoço, nem café da manhã”.

Depois da declaração, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, brincou com a presidenta. “Essa é a nova versão Dilminha Olímpica”, disse o prefeito que acompanhava a presidenta durante a entrevista após reunião na sede do Comitê Organizador Rio 2016, na Cidade Nova, região central do Rio.

Na reunião, que teve ainda a participação do governador do estado, Luiz Fernando Pezão, e integrantes dos Comitês Olímpico Brasileiro (COB), Organizador Rio 2016 e da Empresa Municipal Olímpica, os três níveis de governo fizeram uma avaliação do andamento das obras para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. A presidenta prometeu tornar os encontros mais frequentes para fazer um ajuste fino e garantir que a preparação não sofra atrasos.

Fonte: Agência Brasil

Comente esta notícia