Desmantelos do (des)governo Temer atingem em cheio a população mais carente do País.

Notícia postada em 20/05/2016 20:52

É um governo provisório que está cometendo os maiores desmantelos já visto na história do País. Essa é a avaliação do ex-líder do governo da presidenta Dilma na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), ao analisar a decisão do presidente interino e golpista do Michel Temer em acabar com o programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) - maior programa habitacional para família de baixa renda.

“Acabar com o programa é loucura de um governo tresloucado que mal começou e já está mostrando de que lado está”.

Para José Guimarães é uma “malvadeza do tamanho do mundo que se está cometendo contra a população brasileira, contra aqueles que mais precisam e tinham acesso ao mais avançado programa de habitação popular, que é o Minha Casa, Minha Vida”. O deputado destacou que somente na terceira etapa do programa estava prevista a construção de 2 milhões de novas moradias até 2018.

“O MCMV é um programa que deu certo. Deu certo porque, além de oferecer moradia barata para a população de baixa renda, ele é um forte componente para o fortalecimento do setor da construção civil e para a geração de empregos”, afirmou o petista, já prevendo o aumento no desemprego no País.

O deputado se mostrou preocupado com o retrocesso que o governo temporário de Temer vem promovendo, desde o primeiro dia que sentou na cadeira da Presidência da República, de forma ilegítima e golpista. “Só falta agora acabar com o Bolsa Família, com a política de valorização do salário mínimo implementada pela presidenta Dilma. Todas as medidas anunciadas pelo (des)governo Temer, significam um duro golpe nas conquistas sociais que o Brasil teve nos últimos anos”, criticou Guimarães.

Fonte: PT na Câmara/  por Benildes Rodrigues 

Comente esta notícia