Combate às desigualdades no Brasil é exemplo para França

Notícia postada em 24/07/2015 16:46

Ministra dos Assuntos Sociais, da Saúde e dos Direitos das Mulheres, Marisol Touraine, participa de encontro com ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome,Tereza Campello.

O Brasil é modelo de políticas sociais para a Europa. Em visita ao País, a ministra dos Assuntos Sociais, da Saúde e dos Direitos das Mulheres da França, Marisol Touraine, afirmou querer "conhecer as experiências brasileiras de combate à pobreza para nos ajudar a qualificar as políticas sociais na França”.

Marisol Touraine destacou que a “crise na Europa ampliou o empobrecimento da população”. E que há a necessidade de desenvolver novas ações para apoiar essas pessoas. “A rede social pública que temos hoje na França foi criada, em um momento de crise, no pós-guerra, para proteger a democracia, garantindo a coesão social.”

Em reunião com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, na quarta-feira (22), a ministra francesa entendeu como o Brasil está construindo uma verdadeira rede de proteção social, com acesso à renda e ampliação de oportunidades.

“Estamos trabalhando para construir esta rede, fazendo com que o Estado assuma e cumpra sua responsabilidade”, destacou Tereza Campello. “O Bolsa Família foi criado para atender a uma ampla parcela da sociedade que estava descoberta de políticas de seguridade. São pessoas que trabalham, mas cuja renda é baixa, mantendo-os na pobreza.”

A ministra brasileira explicou a evolução do programa de complementação de renda nestes 12 anos e demonstrou os importantes resultados na área da Saúde – como a redução de 46% na mortalidade infantil por diarreia e de 53% por desnutrição – e na educação das crianças e jovens mais pobres. “Ao acompanhar 17 milhões de alunos que recebem o Bolsa Família, reduzimos em 41% a desigualdade educacional”, ressaltou

Tereza Campello apresentou à ministra francesa como as iniciativas do Brasil Sem Miséria, lançado em 2011, somaram esforços aos objetivos do Bolsa Família, integrando diversas iniciativas de inclusão produtiva e de acesso a serviços, a partir do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

“Ainda temos uma parcela da população que precisamos convencer da importância do investimento na população mais pobre, na construção dessa rede de proteção social”, disse. A ministra francesa afirmou que o mesmo ocorre em seu país. “Política social se faz apenas com vontade política.”

Foto: Ana Nascimento/MDS

Fonte: Portal Brasil, com informações do MDS

Comente esta notícia