Com receio de atentados terroristas, americanos celebram Dia da Independência

Notícia postada em 04/07/2016 17:48

O Dia da Independência, o maior feriado cívico dos Estados Unidos, é celebrado hoje (4) pelos norte-americanos com programação cultural e esportiva em quase todas as cidades do país. No entanto, em algumas cidades a festa ocorre com um misto de alegria e apreensão, além de reforço do policiamento em razão dos recentes atentados terroristas ocorridos em Daca (Bangladesh), Istambul (Turquia) e Bagdá (Iraque).

O presidente Barack Obama participará de uma festa com fogos de artifício no gramado sul da Casa Branca em homenagem ao USO, uma entidade sem fins lucrativos que ajuda famílias de militares em 180 localidades nos Estados Unidos e ao redor do mundo.

Nos últimos sete anos, o presidente Obama e sua família comemoram o Dia da Independência com os membros das Forças Armadas, veteranos de guerra e suas famílias.

Nova York manterá sua programação do Dia da Independência com fogos de artifício, churrascos, praias, piqueniques e eventos para crianças. Um concurso que distribuirá prêmios para quem comer mais cachorros-quentes já é uma das principais atrações da cidade. Mas este ano há, em todas as ruas, reforço policial para prevenir ataques terroristas, o que provoca uma certa tensão nos moradores.

Em Santa Mônica, no estado da Califórnia, os americanos comemoram o Dia da Independência com churrascos, desfiles, reunião de família, limonada e muita cerveja. No feriado prolongado, Santa Mônica recebeu centenas de turistas das cidades vizinhas e de outros estados que assistiram ontem (3) à noite um show de fogos de artifício. Os turistas aproveitam o feriado para usufruir dos parques e das praias da cidade.

Fogos de artifício na Baía de Santa Mônica, em Los Angeles, Califórnia, marcam as comemorações pelo Dia da Independência norte-americana. A declaração da independência dos Estados Unidos foi assinada em 4 de julho de 1776 Mike Nelson/Agência Lusa

Após um fim de semana violento em Chicago, as festividades do Dia da Independência na cidade perderam um pouco do brilho inicialmente previsto. A cidade mais populosa do estado de Illinois registrou, no sábado e no domingo, dois mortos e pelo menos 20 feridos em diferentes casos de violência na cidade. A segurança nas ruas está reforçada.

Berço da independência americana, a cidade da Filadélfia, a maior do estado da Pensilvânia, está promovendo uma intensa programação para se firmar como uma das maiores atrações do país no feriado da Independência.

Foi na Filadélfia que, em 4 de julho de 1776, representantes de 13 estados norte-americanos se reuniram para aprovar a Declaração de Independência. A partir daí, o país passou a se chamar de Estados Unidos da América.

A prefeitura da cidade organizou, entre outras atrações, uma programação com dez horas de entretenimento para crianças e adultos, no parque Benjamin Franklin. O programa inclui showsde rock, concertos de música clássica, exposições de quadros de Picasso e Renoir e distribuição gratuita de sanduíches.

Na disputa para atrair turistas no Dia da Independência, Boston – a capital do estado de Massachusetts – está organizando uma festa com fogos de artifícios às margens do Rio Charles. A prefeitura da cidade prevê que cerca de 500 mil pessoas irão ao local para assistir ao espetáculo.

Com a realização da festa da Independência, os moradores de Boston querem lembrar o papel central da cidade na história americana. Foi lá que, em 1776, os colonos americanos realizaram o cerco de Boston, o que forçou os britânicos que ocupavam a região a deixarem o município.

Em Austin, no Texas, a Orquestra Sinfônica da cidade faz um concerto com músicas evocando a história dos Estados Unidos. O concerto vai terminar com queima de fogos à beira do lago Lady Bird. Também haverá em Austin um show de música country com o lendário cantor Willie Nelson.

Fonte: Agência Brasil/Foto: Mike Nelson/Agência Lusa

Comente esta notícia