Com cuidado de mãe, mulheres conquistam sucesso em produção de orgânicos

Notícia postada em 30/03/2015 18:42

Márcia Inês Sbruzzi Ferrari é umas das nove mulheres agricultoras familiares do Grupo de Agricultores Ecologistas de Forqueta, do município de Arroio do Meio, no Rio Grande do Sul. Há 15 anos, elas se reúnem e plantam frutas e hortaliças de forma agroecológica.

Com a filha e marido, Márcia que tem 45 anos, sempre trabalhou na agricultura junto com a família.  Por um período de 14 anos ficou afastada do campo e prestou serviço em uma fábrica de calçados, mas com o nascimento da filha voltou para a produção de orgânicos. “Pensando no bem estar da família, tivemos a iniciativa de mudar de vida e aproveitando a experiência com a produção de pepinos, paramos de produzir com veneno e começamos a produzir hortaliças e verduras orgânicas”, salienta.

Tempero verde, repolho, rabanete, beterraba, chás, berinjela e frutas como o morango, são alguns dos produtos plantados, colhidos e alguns, ainda, processados e transformados em geleias e conservas pelas mãos das agricultoras. Segundo Márcia, com os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) as hortas foram crescendo e as vendas também. “Tem feira do produtor todos os sábados. Além disso, vendemos para supermercados, sindicatos dos trabalhadores rurais e para a alimentação escolar, por meio do Pnae”, revela.

Os produtos orgânicos tem certificação da Rede Ecovida, válida em todo o Brasil. Em 2013, Márcia ganhou o Prêmio Sebrae de Mulher de Negócios. "Eu exploro bastante esse prêmio", brinca a agricultora. 

 

Roteiro Turístico

Com o Roteiro Turístico, as agricultoras ainda recebem visitantes do Brasil e de diversas partes do mundo. O roteiro inclui ida ao local de plantio, trilha ecológica, mirante, igrejas, acervos, café colonial, restaurante com comidas típicas da região e degustação do que é produzido no local.

“O roteiro turístico é maravilhoso, isso foi uma inovação nos negócios. Inovar para atrair mais pessoas, movimentar o comércio, toda a comunidade ganha e o município crescem com isso”, afirma Márcia Ferrari.

Segundo Márcia, a venda direta dos produtos durante esse roteiro turístico aumentou significativamente e melhorou muito a renda das famílias. “Só na nossa propriedade, a renda aumentou em 25% no ano de 2014. E eu quero crescer e aumentar neste ano, pelo menos mais 25%”, destaca.

 

Fonte e foto: Ascom/MDA 



Comente esta notícia