Cine Líbero Luxardo exibe filme sobre a vida de Sebastião Salgado

Notícia postada em 27/05/2015 01:49

Estreia nesta quarta-feira, 27, em Belém, um dos longas-metragens mais esperados pelo público, o documentário “O Sal da Terra”, dos diretores Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado. O filme narra  a história de um dos fotógrafos mais premiados e conhecidos do mundo, o brasileiro Sebastião Salgado.

Eleito pelo público do Festival de San Sebastian como Melhor Filme, “O Sal da Terra” icentiva uma breve reflexão sobre a própria existência humana. Uma incrível sequência de registros fotográficos com histórias emocionantes de um profissional que, por através das lentes de sua máquina, mostrou ao mundo o inferno e o paraíso da raça humana em suas aventuras pelo mundo.

Dirigido pelo alemão Wim Wenders e pelo seu filho, Juliano Ribeiro Salgado, o documentário também traz relatos sobre o interessante projeto “Gênesis” – jornada que teve como propósito registrar, a partir de imagens, regiões do planeta até então inexploradas. Trata-se de um filme comovente que descreve histórias marcantes do fotógrafo e também divulga o seu projeto socioambiental, o Instituto Terra.

O longa-metragem foi escolhido como melhor documentário no César 2015, o Oscar francês, e levou o prêmio especial do júri da seção Un Certain Regard no Festival de Cannes em 2014. Também foi indicado ao Oscar 2015 de Melhor Documentário.

As sessões serão apresentadas no Cine Líbero Luxardo do Centur, de 27 de maio a 7 de junho. Amanhã, na estreia do filme, os estudantes terão direito á entrada franca por conta do Projeto Plateia, realizado sempre na première dos filmes. Para os demais expectadores é cobrado ingresso no valor de R$ 8,00 reais. Nas outras sessões mantém-se o valor para o público em geral e meia entrada para estudantes. As sessões do Líbero acontecem às 19h (de quarta a sexta-feira), 19h e 21h ( aos sábados) e às 17h e 19h (aos domingos). O Líbero Luxardo tem lotação para 86 lugares, com espaços para cadeirantes.

  Fonte: Agência Pará, com informações da Fundação Cultural do Pará 

Comente esta notícia