Brasileiros participam de olimpíada internacional de astronomia e astrofísica

Notícia postada em 28/07/2015 19:40

Os alunos Carolina Lima Guimarães, de Vitória, Felipe Roz Barscevicius, de Sorocaba (SP), João Paulo Krug Paiva, de Curitiba, Pedro Henrique da Silva Dias, de Porto Alegre (RS) e Yassin Rany Khalil, de Primavera do Leste (MT), estão na Indonésia para participar da 9ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, na sigla em inglês). Os líderes do grupo são os astrônomos Eugênio Reis, do Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI) e Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

As provas da IOAA começaram a ser aplicadas no domingo (26). A olimpíada, que segue até 4 de agosto, é realizada na na cidade de Magelang. Antes da viagem, os jovens participaram de uma série de treinamentos. Eles estudaram com especialistas no Observatório Abrahão de Moraes, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP).

A equipe também conheceu e aprendeu mais sobre a disciplina no Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA/MCTI), em Brazópolis (MG). As aulas tinham como objetivo intensificar a preparação dos alunos diante das provas. Eles se reuniram ainda no Planetário Johannes Kepler, situado no Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André (SP). No encontro foram testados os conhecimentos de astronomia. No planetário foram simuladas as condições observacionais que encontrarão na Indonésia.

Retrospecto e seleção

Na edição de 2014 da IOAA, realizada na Romênia, a delegação brasileira, além de receber duas medalhas de bronze e três menções honrosas, conquistou uma inédita medalha de prata na prova por equipe.

Para participar da Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, os alunos da delegação se destacaram na prova nacional da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Em seguida, eles foram submetidos a testes pela Internet e uma prova final presencial. Após o processo seletivo, os alunos realizaram treinamentos para aprender a operar telescópios, construir foguetes e bases de lançamento.

Para mais informações sobre a OBA, acesse www.oba.org.br.

 Foto: Divulgação/OBA

Fonte: OBA

Comente esta notícia