Brasileiros ocupam 99% das reposições de vagas do Mais Médicos

Notícia postada em 28/10/2015 02:33

A concorrência de 16 candidatos por vaga foi a maior já registrada desde o início do programa.

Médicos brasileiros preencheram 99% das vagas do edital de reposição do Programa Mais Médicos. Os 5.414 inscritos tiveram de escolher entres 264 municípios que ofertaram postos ociosos nesta etapa. A concorrência de 16 candidatos por vaga foi a maior já registrada desde o início do programa. Como resultado, das 327 vagas ofertadas, 323 já foram ocupadas, informou o Ministério da Saúde.

O edital faz parte do plano de reposições definido pelo Ministério da Saúde para o Mais Médicos, que realiza seleções trimestrais para preenchimento de vagas ociosas. Os postos remanescentes desta etapa serão ofertados em segunda chamada.

A região Nordeste teve o maior número vagas disponíveis neste edital: das 129 ofertadas, 128 já foram ocupadas. O Sudeste, segunda região com mais vagas abertas, preencheu 85 dos 86 postos. No Sul, 61 das 62 vagas foram ocupadas, e, no Norte, 31 vagas, das 32 disponíveis. Já a região Centro-Oeste preencheu 100% das 17 vagas ofertadas neste edital.

Mais Médicos

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou a assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Com a expansão de 2015, o Programa passou a contar com 18.240 médicos em 4.058 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas.

Além do provimento emergencial de médicos, a iniciativa prevê ações voltadas à infraestrutura e expansão da formação médica no País. No eixo de infraestrutura, o governo federal está investindo na expansão da rede de saúde. São mais de R$ 5 bilhões para o financiamento de construções, ampliações e reformas de 26 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Já as medidas relativas à expansão e reestruturação da formação médica no Brasil, que compõem o terceiro eixo do programa, preveem a criação, até 2017, de 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e de 12,4 mil vagas de residência médica. Destas, já foram autorizadas 5.306 vagas de graduação (3.616 em escolas privadas e 1.690 em universidades públicas) e 7.742 vagas de residência.

Fonte: Portal Brasil com informações do Ministério da Saúde/ Foto: Sergio Lima / Agência Brasil

 

Comente esta notícia