Brasileiros disputam Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude

Notícia postada em 12/02/2016 11:09

O Brasil marca presença na Vila Olímpica de Lillehammer, na Noruega, onde será disputada a segunda edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude. A delegação verde-amarela conta com dez atletas, dos quais seis recebem o benefício financeiro do programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.  

A partir da próxima sexta-feira (12), data da Cerimônia de Abertura dos Jogos, cerca de 1,1 mil atletas com idade entre 15 e 18 anos de mais de 70 países disputarão o evento, que une competição esportiva, cultura e congraçamento entre jovens dos cinco continentes. O Brasil disputará os Jogos em cinco modalidades: esqui cross country, esqui alpino, skeleton, monobob e curling.

Inaugurada em setembro do ano passado, a Vila Olímpica é a única instalação nova construída especialmente para os Jogos. Com edifícios ecológicos, a Vila será utilizada como alojamento para estudantes após os Jogos. As demais instalações dos Jogos, em sua grande maioria, foram construídas para os Jogos Olímpicos de Inverno de 1994, uma das mais vibrantes da história, e agora adaptadas para essa edição dos Jogos.

“É uma vila compacta, mas com tudo o que os jovens precisam para descansar entre treinos e competições. O refeitório, por exemplo, fica junto ao espaço para atividades culturais e educativas, o que está causando bastante interesse nos atletas. Tenho certeza que os brasileiros terão uma experiência inesquecível e muito proveitosa, de muito aprendizado”, disse Gustavo Harada, chefe da Missão Brasileira em Lillehammer.

O Time Brasil será representado por dez atletas: Altair Firmino, no cross country; Michel Macedo, no esqui alpino; Laura Amaro e Robert Neves, no skeleton; Jéssica Victoria e Marley Linhares, no monobob; e uma equipe mista de curling formada por Elian Rocha, Giovanna Barros, Raissa de Sousa Rodrigues e Victor Cesar da Cunha Santos.

“Achei o clima da vila excelente e estou me sentindo muito motivado com o pouco que vi até agora. Tudo aqui é muito bonito e organizado. Também estou adorando fazer parte de uma delegação com outras modalidades. Normalmente eu participo de campeonatos apenas de esqui alpino. Fazer parte de um time é muito legal”, disse Michel Macedo, do esqui alpino, um dos destaques da delegação brasileira.

Michel é irmão de Tobias Macedo, um dos dois integrantes da delegação brasileira na primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude, em Innsbruck 2012. “Eu visitei meu irmão em Innsbruck. Foi muito bom conhecer a Vila, assistir às competições e ver toda a energia dos Jogos Olímpicos. Aquela experiência me influenciou bastante para que eu conseguisse me classificar para Lillehammer”, afirma Michel, de 17 anos.

Os Jogos da Juventude apresentam um extenso programa cultural e educativo. Através de diversas atividades práticas e teóricas, que têm o objetivo de introduzir de forma lúdica o Olimpismo e os valores olímpicos aos jovens, além de sensibilizá-los para questões importantes, tais como os benefícios de um estilo de vida saudável e a luta contra o doping.

Antes da cerimônia de abertura, no mesmo dia 12, o Brasil já começa a sua participação nos Jogos Lillehammer 2016, com primeira rodada da competição de equipes mistas de curling.

A estreia dos Jogos Olímpicos da Juventude ocorreu em 2010, com uma edição de verão em Cingapura. Dois anos depois foi realizada a primeira edição de inverno, em Innsbruck, Áustria. Em 2014 Nanquim, na China, recebeu a segunda edição de verão e agora, em 2016, Lillehammer recebe a de inverno. A cidade norueguesa já foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1994. Os próximos Jogos Olímpicos da Juventude de Verão e de Inverno acontecerão, respectivamente, em Buenos Aires (Argentina, 2018) e Lausanne (Suíça, 2020).

Fonte e foto: Ministério do Esporte 

Comente esta notícia