Bolsonaro incentiva incêndios na Amazônia, denuncia Paulo Rocha

Notícia postada em 26/09/2019 17:57

O senador Paulo Rocha (PT-PA), afirmou nesta quinta-feira (26) que Jair Bolsonaro erra ao ideologizar o debate internacional sobre a Amazônia e a preservação ambiental.

Para ele, Bolsonaro denomina aqueles que se preocupam com o meio ambiente de “esquerdopatas” ou “comunistas”, enquanto a floresta grita por socorro.

“Há incentivo do governo de incendiar a Amazônia para beneficiar o agronegócio, para beneficiar os devastadores. Inclusive, o presidente maneja tão mal esse problema que o Brasil sequer foi relacionado para discursar no programa inicial da Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas [ONU]”, destacou.

Paulo Rocha lembrou que, em 2016, o Brasil se comprometeu a dar fim ao desmatamento ilegal na Amazônia até 2030. Mas, no primeiro ano de governo Bolsonaro, o que se constatou foi o retrocesso na aplicação das leis de proteção ambiental e o enfraquecimento das agências federais responsáveis pela política nessa área, além de desnecessários ataques a organizações e indivíduos que trabalham pela preservação da floresta.

“O Brasil teve oportunidade de fazer um discurso na ONU para amenizar os desgastes dessa política ambiental promovida pela gestão Bolsonaro. Mas o que vimos, na verdade, foi um show de verdadeiro horror”, disse Paulo Rocha.

Fonte: PT no Senado

Comente esta notícia