Bolsa Atleta, há 10 anos conquistando medalhas para o Brasil

Notícia postada em 26/08/2015 07:51

Dona do primeiro ouro brasileiro em Jogos Pan-Americanos na luta olímpica, Joice Silva passou por todas as fases do programa e sonha com medalha olímpica.

O ano de 2015 está sendo especial para Joice Silva. A atleta conquistou a primeira medalha de ouro da luta olímpica brasileira em Jogos Pan-Americanos, no Canadá. 

A atleta atribui o sucesso ao suporte recebido pelo Bolsa Atleta. Beneficiária há 10 anos, desde que o programa começou a patrocinar atletas, Joice avalia o incentivo como essencial para concretizar o sonho de defender o País.

“No meu esporte vemos pouco investimento de empresas, principalmente para patrocinar os lutadores. Nesse sentido, a bolsa foi fundamental para eu escolher esse esporte. Com a luta olímpica me encontrei: tive a chance de me destacar, de realizar o sonho de participar dos Jogos Olímpicos, de viajar pelo mundo e de treinar em lugares diferentes.”

A lutadora é uma das 6.335 atletas do País que contam, só no exercício de 2015, com recursos da maior ação de patrocínio direto a esportistas de alto rendimento do mundo. Ao longo dos últimos dez anos, mais de 15 mil atletas foram beneficiados, em um investimento total superior a R$ 600 milhões. 

Após passar pelas diversas etapas do programa, Joice chegou à categoria mais alta e passou a ser contemplada pela Bolsa Pódio. Voltada para atletas colocados entre os melhores do ranking mundial, a Bolsa Pódio representa repasses entre R$ 5 mil e R$ 15 mil mensais, e atende a 242 esportistas.

“Quanto mais a gente cresce, mais precisamos de investimentos. O sonho que almejamos é alto e para isso a Bolsa Pódio é primordial. Hoje é a minha principal fonte de renda, juntamente com o salário da Marinha”, afirma a atleta, que treina em três turnos diariamente e tem como meta um inédito pódio para o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

A Bolsa Pódio é uma das vertentes do Plano Brasil Medalhas, que representa também um investimento em estrutura de treinamento para permitir que os atletas nacionais tenham igualdade de condições de preparação na comparação com os principais adversários.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte.

Comente esta notícia