BNDES e Finep lançam plano de apoio para indústria química de 2,2 bilhões de reais

Notícia postada em 03/08/2015 11:15

Plano atuará em projetos de inovação, desenvolvimento de mercados e investimentos industriais no período de 2016 a 2017. Edital sai em setembro.

Os presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Luis Manuel Rebelo Fernandes, lançaram nesta sexta-feira, 31, em evento na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo, o Plano de Desenvolvimento e Inovação da Indústria Química (PADIQ). O plano vai coordenar as ações de fomento à inovação e a investimentos produtivos, integrando os instrumentos de apoio financeiro das duas instituições destinados a projetos da indústria química no país.

O PADIQ prevê R$ 2,2 bilhões para as operações contratadas no período de 2016 a 2017 nas seis linhas temáticas selecionadas para o primeiro edital, voltado para os segmentos de aditivos alimentícios para animais; derivados do silício; fibra de carbono; químicos para exploração e produção de petróleo; matérias primas para cosméticos; e químicos obtidos a partir de fontes renováveis.

O novo plano atuará em projetos de inovação, desenvolvimento de mercados e investimentos industriais dentro das linhas definidas a partir do diagnóstico do Estudo de Diversificação da Indústria Química, financiado pelo Fundo de Estruturação de Projetos do Banco (BNDES FEP) e concluído no final do ano passado. O estudo, realizado pelas empresas Bain Co. e Gas Energy, mapeou oportunidades de investimentos em diversos segmentos após extensa coleta e análise de informações e amplo debate com empresas e associações do setor químico.

As empresas poderão participar do processo de seleção individualmente ou em parceria com outras companhias ou Instituições Científicas Tecnológicas (ICTs). Os planos de negócio deverão ter um valor mínimo de R$ 1 milhão para desenvolvimento tecnológico e de R$ 20 milhões para instalação de plantas industriais.
O edital estará disponível para consulta nos sites do BNDES e da Finep no mês de setembro.

Inova Empresa - A bem sucedida parceria entre o BNDES e a Finep no apoio à inovação pode ser avaliada nos resultados do Plano Inova Empresa, lançado em 2013. No período 2013/2014, o programa contratou um total de R$ 36,8 bilhões em projetos, superando as expectativas.

O Inova Empresa atua nas áreas estratégicas de Energia (R$ 7,6 bilhões em projetos contratados), Petróleo e Gás (R$ 2,2 bilhões), Complexo da Saúde (R$ 4,9 bilhões), Complexo Aeroespacial e Defesa (R$ 3,6 bilhões), Tecnologia da Informação e Comunicação (R$ 5 bilhões), Sustentabilidade Socioambiental (R$ 2,3 bilhões) e Cadeia Agropecuária (R$ 2,3 bilhões). Além disso, o programa tem em sua carteira um total de R$ 8,7 bilhões contratados para projetos de outras áreas.

Foto: AI SUAPE/Foto Pública

Fonte: BNDES

Comente esta notícia