30 mil gritam Fora Temer no dia da abertura das Olimpíadas

Notícia postada em 05/08/2016 17:31

Mais de 30 mil pessoas saíram às ruas no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (5) para pedir a saída do golpista Michel Temer. O ponto de encontro foi o calçadão em frente ao Hotel Copacabana Palace, na zona sul do Rio de Janeiro.

Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, o ato tinha o objetivo de denunciar o golpe em curso no Brasil, aproveitando o dia da abertura oficial dos Jogos Olímpicos para amplificar as notícias nacionais e internacionais sobre o assunto.

“Hoje é um dos eventos mais importantes desse processo de resistência ao golpismo, porque toda a imprensa internacionalestá aqui e podemos fazer a denúncia e o repúdio internacional ao golpe”, afirmou o secretário nacional de comunicação e vice-presidente do PT, Alberto Cantalice, presente à manifestação.

E a denúncia internacional já começa a fazer efeito, ressaltou Cantalice. “Nosso ato já foi noticiado por quase todos os grandes veículos internacionais, está nos principais portais do mundo”.

Para a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), o ato mostra que o povo brasileiro não aceita o golpe e quer a volta da presidenta eleita Dilma Rousseff.

“Isso daqui é um ato para mostrar ao mundo e ao Brasil que nós não aceitamos que um golpista abra as Olimpíadas, que ademocracia seja burlada no Brasil. E essa massa de gente que está aqui está dizendo ‘chega! Vamos derrotar oimpeachment’”, declarou.

“Queremos dizer, não só para o Brasil, mas para o mundo inteiro, que hoje está olhado para o Rio de Janeiro, que há no nosso País um governo ilegítimo, um presidente que não recebeu o voto de ninguém e mais do que isso, que quer aplicar um programa de retrocessos que também não foi eleito”, afirmou o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores sem Teto, Guilherme Boulos.

Além do Fora Temer, os manifestantes também pediam a volta da presidenta Dilma, a permanência de direitos e contra contra a entrega do pré-sal.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) garantiu que aqueles que defendem a democracia “não jogaram a toalha” e continuam na luta contra o impeachment de Dilma. “Nós ainda acreditamos que podemos reverter esse processo lá no Senado”.

“Vamos continuar gritando Fora Temer, lutando contra o golpe, pela democracia e que se restabeleça a soberania do voto popular”, garantiu Jandira Feghali.

protesto deve se estender até à noite e terminar no estádio do Maracanã, onde ocorrerá a cerimônia de abertura da Olimpíada.

Fonte> Agência PT

Comente esta notícia