Marcia Rosa: Não ao golpe

Coluna postada em 06/12/2015 21:28

A briga não é mais da oposição contra a presidenta Dilma Rousseff, mas dos golpistas contra a democracia brasileira.

O acolhimento do pedido de impeachment contra Dilma foi apenas o ato final de uma descarada chantagem política do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMD-RJ), que corre o risco de ser cassado, ele sim, por envolvimento e casos comprovados de corrupção.

Dilma não é alvo, apenas, de uma oposição que nunca aceitou a derrota nas urnas. É vítima, também, de uma cultura política machista, desrespeitosa com as mulheres, sobretudos aquelas que ousam assumir papéis de lideranças historicamente ligados ao universo masculino.

Chegou a hora de o Partido dos Trabalhadores reassumir o protagonismo político do Brasil, de mostrar todo o trabalho que resultou em graus de inclusão social e distribuição de renda nunca antes vistos neste País. 

Lula e Dilma mudaram a face social da nação, e não serão as circunstâncias atuais, de crises econômica e política, que irão apagar esse legado. 

O PT pode e vai dar a volta por cima e continuar uma obra que não é só do partido, mas de todo o povo brasileiro.

Marcia Rosa é prefeita de Cubatão pelo PT

Comente esta coluna